A alma devolvida

Igreja do Século 18 é restaurada e reaberta para a população de Conceição do Mato Dentro

Patrimônio Histórico
Edição 114 - Publicado em: 19/12/2018

Desde o último oito de dezembro, data do aniversário de 316 anos de Conceição do Mato Dentro, a história da arte barroca brasileira recuperou um tesouro incalculável. Foi concluído, com pompa e circunstância, o processo de restauração da Matriz de Nossa Senhora da Conceição, a padroeira da cidade que dista 164 km de BH, encravada na Reserva Mundial da Biosfera da Serra do Espinhaço. O trabalho, realizado ao longo de seis anos, revelou um importante e inesperado patrimônio artístico e sacro em Minas.

A retirada de oito camadas de tinta e a consequente recuperação da sua pintura original revelaram, na capela-mor, a reprodução ilusionista de elementos arquitetônicos emoldurando as cenas da vida da padroeira. Também trouxeram à tona painéis no estilo de uma recriação de azulejaria com passagens da vida de Cristo e, ainda, pinturas adornando a Assunção de Nossa Senhora no forro do altar-mor.

Tamanha e delicada obra só foi possível graças ao investimento de R$ 8,5 milhões feito pela Anglo American, fruto de um Termo de Ajustamento de Conduta (Tac) assinado pela empresa com o Ministério Público de Minas Gerais, em parceria com a Prefeitura Municipal, como medida compensatória pela implantação do Sistema Minas-Rio. Minucioso, o trabalho foi realizado pela Cantaria Conservação e Restauro, com supervisão do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Todos ganham

“Estamos maravilhados com a descoberta propiciada pela restauração desta igreja. É comovente perceber o brilho nos olhos de quem frequentou o templo no passado, esperou 15 anos por sua reabertura, e agora pode vê-lo vivo, reaberto para a comunidade e para as novas páginas de sua história. Esse é o tipo de legado que queremos deixar. A restauração da Igreja Matriz é um exemplo concreto, e ao mesmo tempo lúdico, da possibilidade de convivência harmônica entre a mineração, meio ambiente e a comunidade”, assinalou o diretor de Assuntos Corporativos da Anglo American, Ivan Simões. Ele lembrou também que a mineração é uma atividade de longo prazo: “É fundamental manter uma conexão relevante com as comunidades vizinhas aos nossos empreendimentos e valorizar suas tradições religiosas, sociais e culturais. Assim, todos saem ganhando”.

Segundo o prefeito de Conceição do Mato Dentro, José Fernando de Oliveira, a restauração e a reabertura da igreja, cuja construção data de 300 anos atrás, são um dos maiores presentes que o município e o país receberam este ano.

Esperança renovada

“Há pouco tempo, nesse adro havia uma placa de obra da Anglo American com os dizeres: ‘O que estamos fazendo aqui faz toda a diferença para a tradição da comunidade’.

E é isso mesmo. O reerguimento da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição faz diferença. E diferença para a comunidade inteira. Para a sua tradição que também é cultura.

Meu pai – José Aparecido de Oliveira – na época à frente do Ministério da Cultura, dizia que a cultura de um povo é o único poder capaz de resgatar a sua fisionomia espiritual e manter a sua identidade.

Tombada em 1948 pelo Iphan e interditada desde 2005, a nossa Igreja Matriz é um dos bens mais relevantes do patrimônio cultural sacro brasileiro. O que estamos fazendo aqui, em nome da nossa população, é devolver-lhe a alma de Conceição do Mato Dentro.”

José Fernando de Oliveira, Prefeito de Conceição