Bicicletas dobráveis revolucionam o conceito de mobilidade urbana

Segundo pesquisa, 42,9% da população brasileira tem a rapidez e a praticidade como motivação para começar a usar mais as “magrelas”
Mobilidade
Publicado em: 19/09/2018

Não ter espaço não é mais desculpa para não ter uma “magrela”, como são chamadas as bicicletas. As bikes dobráveis chegam como uma grande aposta no mercado de bicicletas para revolucionar o conceito de mobilidade urbana e mostrar ao cidadão novas maneiras de se locomover, assim como propõe da Semana da Mobilidade, promovida entre os dias 18 e 25 de setembro, pela Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes de São Paulo.

O design das bicicletas dobráveis é voltado para quem busca versatilidade. O objetivo principal é a locomoção, uma vez que sua proposta se encaixa no commute, o deslocamento de casa até o trabalho e vice-versa. O desempenho de uma bike dobrável não se equipara ao de uma bicicleta destinada à práticas esportivas, por isso é mais adequada para o ambiente urbano.

De acordo com pesquisa realizada pela ONG Transporte Ativo, com o objetivo de traçar o perfil do ciclista brasileiro, 42,9% da população tem a rapidez e praticidade como motivação para começar a usar mais as magrelas. Aliada do cidadão da metrópole, a bicicleta dobrável Durban tem tempo de fechamento de apenas 15 segundos e são produzidas com materiais como o aço carbono, que dá resistência, e também alumínio, tornando-a mais leve.

Inspirada nos canivetes suíços, a bike oferece diversos benefícios. Sua forma compacta e dobrável permite que ela seja facilmente estacionada e guardada em apartamentos, pequenos depósitos e até mesmo levadas a qualquer lugar como, por exemplo, a escritórios, já que é muito usada para chegar até o local de trabalho.

Além disso, ela pode ser carregada sem complicações. Muitos transportes públicos em diversas cidades já permitem a sua presença durante os trajetos, tornando-se ideal para ser levada em ônibus, trem e metrô, assim como propõe a Semana da Mobilidade: promover a integração entre os meios de locomoção nas áreas urbanas.


Postar comentário