Justiça suspende contratação de filha de ruralistas por Ricardo Salles

Ministério Público Federal pediu para a justiça anular a contratação de Maira Santos de Souza
Da Redação / Ecológico - redacao@souecologico.com
Política Ambiental
Publicado em: 16/10/2019

A Justiça Federal de Porto Alegre suspendeu a nomeação da produtora rural, Maira Santos de Souza, para a chefia do Parque Nacional da Lagoa do Peixe, administrado pelo ICMBio.

Segundo o Estadão, o Ministério Público Federal pediu para a justiça anular a contratação feita pelo ministro Ricardo Salles, demonstrando que a moça, filha de um produtor rural, não tem nenhuma experiência na área ambiental que justifique a indicação. Maira, de 25 anos, é formada em engenharia agronômica e admite que sua experiência profissional se limita a “acompanhar todas as atividades da fazenda ao lado da minha família”, como ajudar no preparo do solo, plantio e colheita da lavoura de arroz e soja e atividades de auxiliar de escritório.

Antonio Cruz/Agência Brasil
Antonio Cruz/Agência Brasil

Por essa e por muitas outras, Maria Tereza Jorge Pádua escreveu, n’O Eco, mostrando o despreparo do ministro Ricardo Salles e como o governo Bolsonaro está destruindo uma das mais avançadas políticas ambientais do mundo: “Pobre país que tem um Salles como ministro de meio ambiente.” Maria Tereza é uma das mais importantes ambientalistas brasileiras pelo incansável trabalho que levou à criação de muitos dos mais importantes Parques Nacionais.

Fonte: Climainfo


Postar comentário