Permissão para construção do estádio do Galo é aprovada por unanimidade

Projeto do empreendimento inclui uma área verde de aproximadamente 14.500 m²
Da redação* - redacao@souecologico.com
Políticas públicas
Publicado em: 11/09/2019

Encaminhado à Câmara de BH pelo Executivo em julho, foi aprovado por unanimidade nessa terça-feira (10/09) o projeto de lei que propõe a desafetação da área de 47.480 m² no Bairro Califórnia, na região Nordeste de BH, para construção do estádio do Clube Atlético Mineiro (Arena MRV) no local.

Com a galeria ocupada por torcedores do Atlético, diversos vereadores foram ao microfone declarar seu apoio irrestrito à operação urbana proposta no PL 817/19, do Executivo, que promoverá o reparcelamento do solo no Bairro Califórnia e possibilitará a construção do estádio, as intervenções em seu entorno e as alterações do sistema viário.

O texto estabelece ainda as condições da transação imobiliária e da manutenção das áreas definidas no projeto entre a Prefeitura e os entes privados, que deverão respeitar as condições estabelecidas no processo de licenciamento ambiental referente à operação urbana. A proposta foi aprovada por unanimidade pelos 38 vereadores presentes.

Benefícios para a cidade

Durante o pinga-fogo, o encaminhamento e a declaração de voto, diversos vereadores foram ao microfone para saudar os torcedores, elogiar a importância histórica do clube e o avanço que a construção de seu estádio próprio representará para a instituição, fundada há 111 anos.

Foto: Karoline Barreto/CMBH
Foto: Karoline Barreto/CMBH

Na sessão foram apontados os benefícios que a Arena Multiuso trará para a Regional Nordeste e para a cidade como um todo, ao oferecer um novo e moderno espaço para shows e eventos, condizente com a grandeza e a importância da capital mineira, que atrairá investimentos e movimentará os setores de turismo, comércio e serviços, gerando emprego e renda para a população, especialmente as comunidades mais vulneráveis do entorno.

Contrapartida ambiental

Até mesmo vereadores que torcem por outros times exaltaram a importância do clube e defenderam a construção do equipamento. Segundo eles, não existe qualquer argumento que justifique a rejeição da medida, já que o terreno estava abandonado há muitos anos, que as normas ambientais serão respeitadas; inclusive, o projeto do empreendimento inclui uma área verde de aproximadamente 14.500 m² e a criação de um parque municipal no Bairro Pindorama, estabelecida como contrapartida pelo Conselho Municipal de Meio Ambiente (Comam). Além disso, os impactos sobre o trânsito e a mobilidade na região serão compensados pela implantação de novas vias de acesso e circulação.

* Com informações da CMBH.

Leia também:

Atlético obtém licença prévia para construção de estádio


Postar comentário