Serra da Capivara é destaque no Museu do Amanhã

Sítio arqueológico localizado no Piauí é tema de exposição fotográfica e de exibição de documentário

Meio Ambiente
Publicado em: 09/11/2018

No Dia Internacional de Centros e Museus de Ciência, comemorado neste sábado (10/11), o Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, terá uma programação especial sobre a Serra da Capivara, sítio arqueológico localizado no Piauí e tombado pela Unesco como Patrimônio Mundial da Humanidade.

O complexo abriga sítios arqueológicos com pinturas e gravuras rupestres, além de outros vestígios do cotidiano pré-histórico. Um dos destaques do evento no Rio será a abertura da mostra "Serra da Capivara: os mais antigos vestígios da povoação na América?". Realizada em parceria com a Sociedade Alemã de Amparo à Pesquisa (DFG), a exposição reúne imagens do fotojornalista André Pessoa e ficará em cartaz até fevereiro de 2019.

O encerramento da 24ª Mostra VerCiência de TV será marcado pela exibição do documentário alemão e vencedor do prêmio, "Os primeiros americanos: uma incrível descoberta no Brasil". Além da premiação, haverá um talk-show mediado por Sergio Brandão, curador da Mostra VerCiência, sobre a situação das pesquisas iniciadas pela arqueóloga Niède Guidon, fundadora do Parque Nacional da Serra da Capivara. As inscrições para esse evento são gratuitas e podem ser feitas no site do Museu.

Serviço:

Exposição Serra da Capivara: os mais antigos vestígios da povoação na América?|10h -18h

A mostra de fotos do pernambucano André Pessoa apresenta o trabalho arqueológico realizado no parque piauiense. O local é conhecido por seus sítios arqueológicos, impressionantes pinturas rupestres, biodiversidade e cultura. O Parque Nacional da Serra da Capivara despertou o interesse de André Pessoa desde 1993, ano em que realizou os primeiros registros científicos da região.